Tecnologias disruptivas: o que são, quais os tipos, vantagens + 4 exemplos!

tecnologias disruptivas

Você sabia que a incorporação de tecnologias disruptivas está impulsionando o mercado mundial? No estudo realizado pelo CPQD, ficou ainda mais claro que esse tipo de inovação já foi adotada por diversas empresas, inclusive uma delas pode ser a sua concorrente!

A tecnologia 5G, por exemplo, é um grande destaque para os próximos três anos. Além do blockchain, internet das coisas, inteligência artificial e tantas outras tecnologias disruptivas.

Mas afinal, o que são, quais os principais tipos e os impactos das tecnologias disruptivas? Neste artigo você encontra todas essas respostas. Boa leitura!

Este artigo contém:

O que são tecnologias disruptivas?

As tecnologias disruptivas são produtos ou serviços que caracterizam uma ruptura no mercado e que determinam um novo padrão para a concorrência. Sabendo disso, podemos citar empresas que se destacam nesse quesito: Spotify, Airbnb e Netflix, por exemplo.

Essas empresas citadas acima representam serviços e produtos disruptivos no mercado. O Spotify com uma maneira inovadora na forma de se ouvir música, Airbnb que proporciona novas experiências para quem viaja e Netflix com um catálogo completo de séries e filmes.

Perceba que as inovações disruptivas são muito mais sobre processos e relacionamento com pessoas, do que novas ideias em si. Em outras palavras, esse tipo de tecnologia está atrelada a soluções para problemas reais.

Normalmente, esses tipos de tecnologias são mais acessíveis do que as demais disponibilizadas no mercado e estão focadas em uma estratégia de marketing de relacionamento que visa conectar o produto ao seu público-alvo.

Qual a principal diferença entre inovação disruptiva e convencional?

entre inovação disruptiva & convencional

A maior diferença entre a inovação disruptiva e a convencional é a habilidade de modificar o que já existe e disponibilizar novas soluções. Sabendo disso é possível definir às duas versões da seguinte forma:

  • Inovação disruptiva: o maior objetivo das tecnologias disruptivas é a criação de soluções inovadoras, transformando o mercado de consumo. Por exemplo, o serviço de streaming, que modificou a maneira de assistir filmes e séries.
  • Inovação convencional: seu objetivo é realizar a otimização de produtos ou serviços já existentes, fornecendo mais valor e tempo de mercado. Um exemplo disso é o IPhone, que se mantém no comércio com modelos atualizados anualmente.

Em outras palavras, a inovação disruptiva, diferentemente da tradicional, apresenta uma nova solução contrária a só atualizar as versões já existentes.

Qual é o impacto da disrupção digital?

A melhor parte de toda essa disrupção digital é a possibilidade de aplicá-la em variados segmentos do mercado. Ela muda toda a estrutura de negociação nas instituições, indústrias ou até na engenharia de uma cidade.

O impacto desse tipo de transformação, influencia os negócios, e até mesmo a sociedade, pois através das tecnologias disruptivas, as empresas precisam se adequar e mudar para interagir com seus clientes e vender.

Diante disso, as organizações que desejam passar por essas mudanças, devem remodelar a estrutura de TI. Nesse sentido, modificar a infraestrutura, capacitar a equipe e atualizar a cultura organizacional podem ser alguns dos impactos.

Sendo assim, de forma resumida, os impactos das tecnologias disruptivas, são:

  • Modificar padrões que já existiam por muito tempo;
  • Propor soluções inovadoras;
  • Proporcionar serviços e produtos diferentes no mercado.

Tipos de tecnologias disruptivas

Como você pode perceber, as tecnologias disruptivas fazem parte da indústria 4.0 e vieram para modificar o mundo como conhecemos, não é atoa que elas estão cada vez mais presentes na nossa vida.

Por isso, confira abaixo as principais inovações que listamos para você ficar por dentro:

Internet das Coisas (IoT)

Imagine um tipo de tecnologia que otimiza decisões e processos, além de transformar as áreas de logística, medicina a distância e gestão dos recursos naturais. Imaginou? Essa tecnologia é real e se chama: Internet das Coisas (IoT).

A IoT utiliza a conectividade com a internet, Inteligência Artificial e infraestrutura, tudo em um só objeto, como no caso dos carros, geladeiras e smart TVs.

Além disso, tem o exemplo prático da Amazon Go, loja inteligente, equipada com tecnologias disruptivas, sem funcionário e filas. Parece coisa de outro mundo, não é? Entretanto, é algo que está acontecendo em tempo real.

Blockchain

A Blockchain (cadeia de blocos) surgiu em 2008 como base para as moedas digitais, como o Bitcoin, ethereum e outras criptomoedas. Hoje em dia ela é utilizada para variadas transações monetárias, pois assegura agilidade e segurança nas negociações.

Essa tecnologia disruptiva funciona como uma espécie de dados criptografados, utilizada atualmente para pagar assinaturas digitais, proteção de dados e ativos digitais, entre outros.

Inteligência artificial (IA)

Esse tipo de tecnologia está mais popularizada no mercado e empresas. Em recente pesquisa da Accenture, a inteligência artificial será responsável por pelo menos 40% da produtividade dos próximos anos.

Em outras palavras, as empresas que fazem uso desse tipo de inovação disruptiva, terão um grande avanço nas suas operações. Isso porque a IA realiza operações menos custosas para a companhia, como, por exemplo:

  • Análises comportamentais do consumidor;
  • Atendimento via telefone ou chats;
  • Robôs virtuais de atendimento, entre outros.

Cloud computing

A computação em nuvem (cloud computing) é uma inovação disruptiva muito utilizada pelas empresas, pois ela armazena dados, documentos, arquivos e muito mais via internet, independente da sua localização.

Desta forma, qualquer pessoa em qualquer lugar pode acessar esse banco de dados e fazer backup em nuvem, desde que tenha autorização.

4 exemplos de empresas que usam tecnologias disruptivas

1. Netflix

O streaming de vídeo é um grande exemplo de tecnologia disruptiva e começou com a Netflix, a maior plataforma desse tipo de serviço. Você lembra da Blockbuster? Era a maior rede de locação de filmes e jogos de videogame.

A rede acabou falindo e abriu espaço para a Netflix se expandir mundialmente. Hoje, a plataforma de streaming, conta com mais de 200 milhões de assinaturas.

2. Uber

Os serviços de transporte também contaram com inovações tecnológicas. Exemplo disso é a rede digital de transporte Uber, que surgiu, em contrapartida, aos já conhecidos táxis. Isso oferece mais competitividade e agilidade nos serviços.

Esse novo modelo conecta passageiros com os motoristas, para que assim, possam se locomover de forma ágil e mais econômica.

3. Spotify

Da mesma forma que as plataformas de vídeo dominaram o mercado, o streaming de música também. Hoje em dia, todos os conteúdos da indústria fonográfica são inseridos no Spotify, Apple Music, Deezer, entre outros.

Ouvir música, podcast, notícias e outros conteúdos, se tornou mais popular por meio do Spotify, serviço digital que disponibiliza online o material de diversos artistas da indústria musical.

4. Airbnb

O Airbnb é o maior exemplo de plataforma de hospedagem online. Ele possibilita que pessoas de qualquer do mundo, possam encontrar um lugar para se hospedar. O usuário encontra hospedagem de baixo a alto custo. Tudo depende da sua necessidade!

Esse tipo de serviço funciona para intermediar a hospedagem, além de possibilitar que pessoas coloquem suas casas, apartamentos e outras acomodações para alugar.

Veja as vantagens de implementá-las

Se você chegou até aqui, provavelmente, conseguiu perceber a importância das tecnologias disruptivas e todas as mudanças que elas ocasionaram no mercado atual. Por isso, separamos as principais vantagens de implementá-las em empresas, confira: 

Virtualização dos ambientes

 Esse tipo de tecnologia possibilita que variadas soluções sejam disponibilizadas virtualmente, por meio de sistemas em nuvem ou programas no computador. Assim, economiza-se tempo, espaço e automatiza os processos da empresa.

Maior diferencial competitivo

As inovações disruptivas garantem um maior diferencial de mercado, pois ao reduzir os custos, otimizar processos e melhorar a produtividade, ela revoluciona as formas de trabalho na empresa.

Uso de dados 

Outra grande vantagem das tecnologias disruptivas, é o fato delas possibilitarem que as empresas coletem dados mais relevantes e volumosos a respeito dos negócios e de diversos processos das empresas.

Capacidade de armazenamento

Além de adquirir dados mais concisos, é possível armazená-los de forma ainda mais segura por meio desse tipo de tecnologia. Por outro lado, também os integra à softwares para auxiliar nos processos de categorização, leitura e distribuição.

Como consequência, facilita ainda mais para os gestores que acessam essas informações na hora de tomar decisões.

Redução de gastos

Como a maioria das tecnologias disruptivas funcionam via conexão Wi-Fi, reduz-se os gastos com infraestrutura de TI, com manutenção e garante-se maior integridade dos dados.

Além de diminuir os gastos com insumos e outros investimentos na área. Um bom exemplo desse tipo de tecnologia em nuvem, é a VoIP (telefone em nuvem) que utiliza a internet como linha telefônica.

Veja como aplicar a tecnologia disruptiva em seu negócio

Veja como aplicar a tecnologia disruptiva em seu negócio

Agora que você já entendeu tudo sobre tecnologias disruptivas, chegou o momento de saber como aplicá-las. Confira abaixo o passo a passo:

  1. Prepare-se para o mercado: para começar, o ideal é acompanhar as novidades do mercado, se envolver com as inovações presentes no seu ramo de atuação e conhecer as tecnologias disruptivas disponíveis para o seu setor;
  2. Invista em cultura de inovação: é importante sair do tradicionalismo e investir em uma cultura inovadora na empresa. Para isso, é necessário adequar os valores do negócio, bem como atualizar a equipe de trabalho a respeito das inovações disruptivas;
  3. Atente-se às novidades: não se limite apenas ao seu ramo de atuação, participe de eventos e palestras para estar por dentro das inovações disponíveis no setor empresarial;
  4. Conheça seus clientes: acompanhe os seus clientes, entenda suas necessidades e o que eles desejam de inovação na sua marca.

Quer ficar por dentro de todas as novidades do setor tecnológico? Acompanhe o blog da UPGrade TI para saber tudo sobre Tecnologia da informação!

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Inscreva-se para receber nossos conteúdos em primeira mão, diretamente em seu e-mail.

A Upgrade TI precisa das informações de contato que você nos fornece para comunicar informações sobre os conteúdos grátis. Você poderá deixar de receber essas notificações a qualquer momento.

Posts Recentes

Utilizamos Cookies em nosso site para você ter uma melhor experiência ao voltar a nos visitar. Clicando em “Aceito”, você concorda em salvar os Cookies no seu navegador.

Falar com Especialista
UPGrade TI - Suporte Técnico de TI
Olá 👋
Como podemos ajudá-lo?