Entenda a Importância da Redundância em Tecnologia da Informação no Ambiente Operacional

Redundância em TI

A segurança tecnológica empresarial se apoia fortemente na redundância de TI. Esta estratégia é crucial numa era onde a tecnologia permeia quase todas as operações comerciais, aumentando a eficiência e os resultados.

Interrupções nos sistemas não são apenas comuns, mas também potencialmente prejudiciais, especialmente se impactarem clientes. Assim, a adoção de redundância de TI tornou-se uma prática regular no mundo corporativo.

Esta abordagem garante uma maior disponibilidade de sistemas, redes e dados, repetindo elementos críticos para assegurar a continuidade dos serviços. Em caso de falha no sistema principal, um sistema secundário está pronto para assumir, aumentando a confiabilidade do serviço.

Neste artigo, vamos detalhar a redundância de TI, sua relevância para manter serviços sempre disponíveis e como você pode implementá-la efetivamente em seu negócio.

O que é a redundância em TI?

A duplicação de elementos cruciais em sistemas de tecnologia da informação (TI) é conhecida como redundância. Ela fortalece a confiabilidade, acessibilidade e segurança dos sistemas, atuando como um elemento essencial para empresas que necessitam de operações de TI contínuas e seguras, tal como uma apólice de seguro.

Esta estratégia é frequentemente empregada em clusters, que são agrupamentos de dispositivos ou computadores trabalhando em conjunto. Por exemplo, em clusters desenhados para alta disponibilidade, se um dos nós apresentarmos falhas, outro entra em ação imediatamente, assegurando a continuidade das operações.

Redundância em TI

Em cenários onde existe um único servidor web, qualquer falha pode interromper todo o sistema. A solução para isso é adicionar um servidor web e um balanceador de carga, o que permite que as operações prossigam sem interrupções, mesmo na eventualidade de falha de um dos servidores.

A redundância assegura operações contínuas, corrigindo falhas sem afetar os negócios. Pode ser aplicada em múltiplos componentes para prevenir interrupções, sendo crucial para instituições financeiras e outras que operam 24/7.

Tipos de redundância de TI

Na salvaguarda da infraestrutura de TI, existem múltiplas estratégias de redundância que podem ser adotadas.

Veja abaixo estas variantes para identificar qual delas se adequa melhor às exigências da sua organização.

Redundância Nível N

O conceito de redundância nível N  implica na quantidade mínima de componentes que um sistema de TI necessita para funcionar adequadamente. Este nível é definido por dois aspectos principais:

  • Nenhuma solução de redundância está disponível para o sistema.
  • O sistema não funcionará e ficará inacessível em caso de falha até que o problema seja diagnosticado e resolvido.

Nenhum sistema deve operar neste nível de redundância. Este nível não fornece nenhuma redundância ao sistema. Em vez disso, os usuários devem considerar esse nível como base e construí-lo para introduzir a redundância adequada em um sistema de TI.

Redundância N+1, N+2

Como o nome sugere, N+1 refere-se ao nível básico de recursos necessários para a funcionalidade do sistema — mais um único backup. Este é o requisito mínimo para introduzir redundância em um sistema de TI.

Nesta fase, o sistema pode funcionar fornecendo uma solução única de redundância. Este nível de redundância é apropriado para um sistema de TI pequeno, mas não é adequado para sistemas de médio a grande porte.

N+2 refere-se ao próximo passo e consiste nos recursos necessários para a funcionalidade do sistema mais dois backups separados. Isto aumenta ainda mais a redundância de um sistema de TI, bem como a confiança dos utilizadores finais sobre o sistema, uma vez que existem dois backups separados. Neste caso, a funcionalidade do sistema pode ser restaurada através de outro backup, mesmo que um único backup esteja corrompido.

Além de N+1 e N+2, pode haver casos em que ainda mais backups sejam mantidos. Eles são chamados de N+X, onde X representa qualquer número de backups para garantir a funcionalidade do sistema. Pode ser +3,+4,+5… 

Ainda assim, a maioria dos níveis de comando serão N+1 e N+2, a menos que haja um requisito específico ou exclusivo para manter múltiplas cópias, como uma política de conformidade.

Redundância 2N, 2N+1, 2N+2

N refere-se ao número mínimo de recursos (quantidade) necessários para operar um sistema de TI. 2N significa simplesmente que há o dobro da quantidade de recursos/capacidade necessários disponíveis no sistema.

Para um exemplo simples, vamos considerar um servidor em um data center que possui dez servidores com dez servidores adicionais que atuam como capacidade dedicada. Isto reserva uma combinação de 20 servidores no total, proporcionando redundância de 2N. Dessa forma, 2N sempre fornece capacidade excedente ao sistema de TI.

2N+1 se correlaciona a um sistema com o dobro dos recursos/capacidade necessários para funcionar normalmente, além de um backup como uma etapa adicional de redundância. Esses sistemas de backup adicionais podem fornecer redundância mesmo se houver um problema com toda a capacidade adicional.

2N+2 refere-se a um sistema com capacidade adicional mais dois backups para fornecer um dos mais altos níveis de redundância. Neste método, se houver dez servidores em um data center, ele terá outros dez servidores idênticos como capacidade reservada e terá mais dois servidores que atuarão como backups em caso de emergência.

2N+2 é considerado o mais alto nível de metodologia de redundância comumente usado no setor de TI.

Redundância 3N/2, 4N/3

3N/2, 4N/3, ou mais especificamente AN/B, refere-se a uma metodologia de redundância onde a capacidade adicional é baseada na carga do sistema.

Por exemplo, considere a redundância 3N/2 aplicada à infraestrutura de fornecimento de energia em um ambiente de data center. Neste caso, haverá sistemas de fornecimento de energia separados alimentando duas cargas de trabalho (dois servidores). Isto resulta em cada sistema de fornecimento de energia utilizando apenas 67% da capacidade disponível em um momento específico (ou o inverso da relação 3N/2).

Se considerarmos um cenário 4N/3, quatro sistemas de fornecimento de energia alimentarão três servidores, resultando em cada sistema de fornecimento de energia utilizando 75% da capacidade disponível.

Como deixar o sistema mais redundante?

Um sistema pode ficar redundante em vários de seus componentes. Isso é possível quando ele possui pelo menos dois recursos distintos que são capazes de substituir reciprocamente.

Redundância em TI

Na área de TI, as formas mais frequentes de redundância incluem fontes de energia, redes, memória RAM e armazenamento de dados. Nos próximos tópicos, vamos detalhar cada um desses aspectos. Continue lendo para saber mais:

Fontes de Energia

A redundância em fontes de energia frequentemente envolve a utilização de Unidades de Alimentação Ininterrupta (UPS) e baterias. Estes sistemas asseguram a operação contínua durante falhas no fornecimento de energia elétrica.

Adicionalmente, é prudente investir em geradores. Eles têm capacidade para suportar a carga total do sistema e recarregar as baterias enquanto a energia da rede pública não é restabelecida.

Redes

A redundância em redes se caracteriza pela duplicação de equipamentos modulares de rede e a presença de pelo menos duas conexões distintas à internet. O objetivo é manter a conectividade mesmo se um dos componentes ou serviços falhar.

Por exemplo, no caso de uma empresa de serviços online ter problemas com seu provedor de internet, é crucial possuir um plano alternativo para manter as operações ininterruptas. Isso pode envolver estabelecer uma conexão com um segundo provedor de internet.

Memória RAM 

A implementação de redundância na memória RAM é altamente vantajosa para os dispositivos de uma organização. Essa estratégia permite que, em caso de falhas em um componente, outros possam imediatamente assumir seu papel, mantendo a estabilidade e a continuidade das operações.

Contudo, é essencial assegurar que a quantidade total de memória RAM disponível seja adequada. Uma capacidade insuficiente pode levar à sobrecarga dos dispositivos, afetando negativamente o desempenho e a velocidade de processamento. 

Portanto, um equilíbrio entre redundância e capacidade total de memória é crucial para otimizar tanto a segurança quanto a eficiência dos dispositivos empresariais

Dados

Para assegurar a redundância de dados, é imprescindível a implementação de estratégias e ferramentas que garantam a segurança e o acesso facilitado aos dados. Torna-se crucial a implementação de uma estratégia eficaz de backup, que preveja a utilização de no mínimo dois locais distintos para o armazenamento de dados.

Mas, o que envolve essa política? Estamos falando de realizar backups dos dados em intervalos frequentes, idealmente a cada poucas horas. Devido ao risco de corrupção dos dados ou infecção por malwares, é aconselhável manter também cópias de backups de datas anteriores, acessíveis em caso de necessidade.

Em relação aos locais de armazenamento, é prudente distribuí-los geograficamente para diminuir o risco de perda total em caso de desastres naturais. Comumente, um dos backups deve ser mantido na nuvem, pois isso proporciona uma disponibilidade e segurança de dados superior em comparação aos data centers físicos.

Porém, o que compreende esta estratégia de backup? Refere-se à execução de cópias de segurança dos dados em intervalos regulares, preferencialmente a cada algumas horas. Considerando a possibilidade de corrupção dos dados ou ataques por malwares, é recomendado manter versões anteriores dos backups, que possam ser acessadas em situações emergenciais.

Dito isso, no caso dos locais, para armazenar esses backups, é aconselhável que sejam espalhados geograficamente para reduzir o risco de perda total devido a catástrofes naturais. Geralmente, é aconselhável manter um dos backups em serviços de nuvem, já que oferecem maior disponibilidade e segurança para os dados em comparação com centros de dados físicos.

Benefícios da redundância de TI para as operações

A redundância de TI, que envolve a criação de sistemas e componentes duplicados ou adicionais, é uma prática essencial para garantir a continuidade e eficiência das operações em um ambiente empresarial. Os benefícios dessa abordagem são múltiplos e significativos:

Aumento da confiabilidade e disponibilidade

Com sistemas redundantes, as empresas podem reduzir drasticamente o tempo de inatividade. Se um componente falhar, outro imediatamente assume suas funções, mantendo assim as operações ininterruptas. Isso é crucial para serviços que requerem alta disponibilidade, como e-commerce, serviços bancários online e plataformas de comunicação.

Melhoria na gestão de riscos

A redundância de TI é uma estratégia chave no gerenciamento de riscos. Ela permite às organizações se prepararem melhor para cenários imprevistos, como falhas de hardware, ataques cibernéticos ou desastres naturais. Ao ter sistemas de backup, as empresas podem se recuperar mais rapidamente dessas adversidades.

Otimização da performance

Sistemas redundantes podem ser utilizados para balancear a carga de trabalho, distribuindo-a de maneira eficiente entre vários recursos. Isso não só previne a sobrecarga em um único sistema, como também melhora a velocidade e o desempenho geral das operações.

Salvaguarda de dados 

A redundância de dados é obtida através do uso de métodos e equipamentos que garantem a segurança e a facilidade de acesso às informações. É essencial estabelecer uma política robusta de backup, envolvendo a utilização de pelo menos dois locais distintos para armazenamento.

Apoio à escalabilidade

A redundância permite que as empresas cresçam e expandam suas operações sem o risco de sobrecarregar os sistemas existentes. Assim, proporciona uma base sólida para o crescimento sustentável, com a infraestrutura de TI adaptando-se facilmente a um volume crescente de trabalho.

Sendo assim, a redundância de TI é um pilar fundamental para a resiliência, eficiência e crescimento das operações empresariais. Ao investir em sistemas redundantes, as organizações não apenas protegem seus ativos digitais, mas também garantem um funcionamento mais suave e confiável das suas operações diárias.

Maximize a eficiência e segurança de suas operações com a UPGrade TI

Está buscando soluções de TI confiáveis e robustas para a sua empresa? Com a UPGrade TI, você garante a redundância e a resiliência que o seu negócio necessita. Nossos especialistas estão prontos para ajudá-lo a implementar as melhores práticas em tecnologia, assegurando a continuidade, segurança e eficiência das suas operações.

Entre em contato com a nossa equipe e descubra como podemos auxiliar no crescimento e na proteção do seu negócio.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Inscreva-se para receber nossos conteúdos em primeira mão, diretamente em seu e-mail.

A Upgrade TI precisa das informações de contato que você nos fornece para comunicar informações sobre os conteúdos grátis. Você poderá deixar de receber essas notificações a qualquer momento.

Posts Recentes

Utilizamos Cookies em nosso site para você ter uma melhor experiência ao voltar a nos visitar. Clicando em “Aceito”, você concorda em salvar os Cookies no seu navegador.

Falar com Especialista
UPGrade TI - Suporte Técnico de TI
Olá 👋
Como podemos ajudá-lo?