Entenda o que é Governança de TI e porquê ter uma!

Governança de TI

Hoje em dia é cada vez mais comum que as empresas tenham que lidar com a área de TI na empresa, mesmo que o core business do negócio não tenha nenhuma relação com tecnologia. Por isso, a governança de TI é um assunto cada vez mais discutido entre os gestores.

Já falamos aqui na UPGrade TI sobre a Gestão de TI, que possui características muito semelhantes à governança, mas com objetivos e ações diferentes. No entanto, neste artigo vamos explicar em detalhes o que é governança de TI, qual é a sua finalidade e importância em um negócio. Confira a seguir tudo que você precisa saber!

O que é governança de TI?

Governança de TI é um tipo de gerência que reúne habilidade, diretrizes, responsabilidades e competências para guiar a empresa na área de TI. Ela é responsável por estabelecer políticas, controlar processos, dar suporte quando é necessário tomar decisões, guiar as ações de TI na organização, otimizar os recursos de TI e promover a segurança das informações.

Portanto, podemos resumir que a governança é o que define todas as diretrizes para a utilização de tecnologias na empresa, indo desde a implementação de políticas que devem ser seguidas por todos até a verificação de normas aplicadas ao uso dessas tecnologias. É um tipo de governança que alinha a tecnologia da informação à missão, visão, valores e metas da empresa.

Por que ter uma governança em TI?

A área de TI tem uma grande importância em muitas empresas, pois é ela que fornece todo o planejamento e execução de ações relacionadas à tecnologia. Quando há algum problema nessa área, é comum que a empresa perca tempo, produtividade e até dinheiro. Portanto, ter uma governança de TI para auxiliar na prevenção de falhas, manutenção de sistemas e soluções de problemas é muito importante.

Há vários motivos que levam as empresas a implementar uma governança de TI, sendo que alguns desses motivos são:

  • Planejamento de ações de TI;
  • Soluções de problemas de tecnologias;
  • Alinhamento organizacional na área de TI;
  • Definição de políticas para toda a empresa;
  • Dados úteis para a tomada de decisão;
  • Identificação de problemas de TI.

O mais importante ao avaliar se a sua empresa precisa de uma governança de TI é pensar sobre a importância que as tecnologias têm em seu negócio. Se a sua empresa utiliza sistemas informatizados e depende de tecnologias para realizar as atividades do dia a dia, então é fundamental contar com uma governança de TI.

crescimento empresarial

Benefícios de implantar governança de TI

A governança de TI pode apresentar muitos benefícios para qualquer empresa. Quando observamos do ponto de vista de que essa governança é capaz de auxiliar em diferentes aspectos na TI, benefícios como aumento da qualidade, redução de custos, aumento da produtividade, inovação e flexibilidade, surgem automaticamente. Veja a seguir detalhes sobre os benefícios que a governança de TI pode oferecer para sua empresa:

Otimiza recursos

Não importa qual seja o tamanho da sua empresa, otimizar recursos é sempre importante. A governança de TI possibilita otimizar recursos com a implementação de tecnologias que melhoram a eficiência de processos e trazem mais produtividade para as tarefas do dia a dia.

Com uma governança feita com qualidade, a equipe de TI pode encontrar formas de utilizar os recursos disponíveis com mais eficiência, tornando os gastos mais conscientes. Isso possibilita ainda tomar decisões importantes sobre onde investir para melhorar os processos da empresa.

Reduz os riscos

Outro grande benefício dessa governança é a redução de riscos na área de TI. Sabemos que a segurança da informação tem uma importância muito grande, ainda mais quando a empresa precisa lidar com dados de usuários, por exemplo.

Em todos os casos, a governança é capaz de reduzir os riscos, pois realiza uma ação de identificação e eliminação de vulnerabilidades em toda a área de TI. Dessa forma é possível reduzir riscos, prever problemas, eliminar as vulnerabilidades e tornar todo o sistema muito mais seguro.

Durante a governança, uma das ações mais importantes é a gestão de riscos. Nesse aspecto, a análise de vulnerabilidade se torna uma etapa muito importante para que a governança de TI tenha sucesso.

Promove dados para análise

A governança de TI promove dados e métricas que podem ser acompanhadas pelos gestores para avaliar resultados, identificar falhas e investigar novas necessidades ao longo dos processos produtivos da empresa.

Trata-se de uma governança que está sempre em busca de melhorias para otimizar e aumentar o desempenho das ações realizadas pela equipe na empresa. Além disso, os dados obtidos podem ser usados também para identificar novas oportunidades, investimentos e tomar decisões mais conscientes.

Aumenta a competitividade

Esse tipo de governança funciona como um diferencial competitivo no mercado, sendo esse um outro benefício que sua empresa passa a ter quando implementa a governança de TI.

Não há dúvidas de que investir em TI é muito vantajoso. As empresas podem ampliar em até 7% o faturamento a cada 1% de investimento em tecnologias, logo, ter uma governança na área de TI se torna um grande diferencial competitivo.

Saiba que essa governança possibilita identificar oportunidades, otimizar processos, aumentar a segurança das informações e reduzir custos. Tudo isso é uma alavanca para impulsionar a empresa na frente dos concorrentes.

Qual a diferença entre governança de TI e gestão de TI?

Ambos os conceitos são muito parecidos. Já explicamos aqui na UPGrade TI que há diferenças entre gestão de TI e governança de TI. A gestão de TI, por exemplo, tem o papel de manter o desempenho de serviços, gerenciar a equipe, manter a satisfação dos usuários e promover a transformação digital. Já a governança é responsável por direcionar os processos de TI e monitorar para que as regras e políticas sejam seguidas.

Portanto, podemos resumir que a gestão é a “mão na massa”, onde as ações são de fato realizadas e a governança é todo o planejamento e fiscalização dessas ações.

Quais são exemplos de governança de TI na prática?

Na prática, a governança de TI é usada como parâmetro para a tomada de decisão. Um exemplo disso é quando um produto precisa ser entregue pela empresa dentro de determinado prazo, mas a equipe precisa conferir se há falhas ou riscos nas tecnologias utilizadas, sendo que isso pode atrasar a entrega do produto.

Quando há conflitos como esse, é importante ter a governança de TI para saber exatamente o que deve ser feito. Isso poderá guiar os colaboradores sobre o que deve ser feito de acordo com as regras estabelecidas na governança.

governança de TI

Como a governança de TI pode ajudar sua empresa?

Como vimos neste artigo, há muitos benefícios em implementar uma governança na área de TI na empresa. Além de todos os benefícios, é importante destacar que a governança de TI pode ajudar sua empresa em vários aspectos, tais como:

  • Reduzir custos com manutenções em TI;
  • Implementar boas práticas;
  • Dar suporte na tomada de decisões com dados e métricas;
  • Planejar ações e identificar oportunidades para otimizar processos;
  • Utilizar os recursos da melhor forma possível;
  • Aumentar a segurança da informação na empresa;
  • Reduzir falhas e eliminar vulnerabilidades;
  • Reduzir o tempo de inatividade ou perda de produtividade;
  • Simplificar a execução de tarefas do dia a dia;
  • Definir protocolos para diferentes situações;
  • Identificar e solucionar problemas de TI.

Todas essas ações resultaram nos benefícios que já mencionamos, como redução dos custos, aumento da produtividade, maior competitividade no mercado, entre outros.

As cinco principais áreas de foco da governança de TI dentro das empresas

Para a implementação da governança de TI na empresa, é preciso dividi-la em 5 áreas de foco, sendo elas:

  • Alinhamento estratégico – essa é a área que possibilita alinhar as estratégias da empresa à área de TI. Portanto, todos os processos e tecnologias passam a trabalhar em conjunto.
  • Entrega de valor – a governança precisa assegurar que a área de TI da empresa alcance a melhor eficiência para entregar valor para o produto ou serviço da empresa.
  • Gerenciamento de riscos – essa área da governança cuida de todos os riscos que possam surgir na área de TI, atuando como prevenção e eliminação de vulnerabilidades.
  • Gerenciamento de recursos – a área de gerenciamento de recursos cuida de todos os recursos da empresa com a finalidade de otimizar ao máximo as ações de acordo com a disponibilidade humana e tecnológica.
  • Mensuração de desempenho – por fim, essa área da governança é composta por indicadores, métricas e critérios para mensurar os resultados das ações realizadas pela governança de TI.

Qual é o papel da governança de TI?

O papel da governança de TI vai além da definição de políticas ou diretrizes para a tomada de decisões na empresa. Podemos resumir o papel dessa governança na empresa através dessas ações:

  • Utilizar os recursos disponíveis da melhor forma possível, reduzindo custos financeiros e tornando os processos mais ágeis;
  • Alinhar a infraestrutura de TI e as tecnologias utilizadas de acordo com os objetivos e perfil do negócio;
  • Identificar as necessidades na infraestrutura de TI da empresa e implementar mudanças como o cabeamento estruturado, wireless corporativo, entre outras;
  • Manter o índice de produtividade de sistemas e dispositivos tecnológicos utilizados pela empresa.

Por que investir em governança?

Existem muitos motivos para investir em governança de TI. Como já mencionamos, investir em tecnologias é importante para ter um bom diferencial competitivo, para se destacar no mercado, estar por dentro das novidades tecnológicas, utilizar os recursos de forma consciente, entre outras finalidades.

Além disso, gostaríamos de destacar porque investir em governança é uma ótima opção para sua empresa. Confira!

Identifica possíveis melhorias, aperfeiçoa e implementa ações para tornar os processos muito mais eficientes;

  • Alinha os objetivos da empresa junto à utilização de tecnologias;
  • Auxilia na utilização de indicadores de desempenho;
  • Promove a cultura de TI entre os colaboradores da empresa;
  • Reduz riscos de fraudes e problemas de vulnerabilidades;
  • Otimiza os recursos para serem utilizados da melhor forma;
  • Planejar a infraestrutura de TI da empresa e definir as diretrizes necessárias.

Por que investir em governança

Quais são os componentes da governança de TI?

Há várias áreas em que a governança atua quando implementada na TI da empresa. Mas há alguns componentes que são usados nessa governança como ferramentas. Os componentes da governança de TI são:

  • Alinhamento estratégico e compliance;
  • Decisão, priorização, compromisso e alocação de recursos;
  • Operação, estrutura, processos e gestão;
  • Medição de desempenho.

Tudo isso atua em conjunto para que a governança de TI seja possível.

Quais os principais modelos da governança de TI?

Além dos componentes, há três principais modelos que são utilizados na governança de TI. Vamos apresentar cada um deles a seguir!

COBIT – Control Objectives for Information and Related Technologies

Esse é um framework criado em 1994 pelo ISACA que tem como foco a governança de TI. Sua versão mais recente foi lançada em 2019. O papel desse framework é gerenciar a rotina de TI, mensurar, monitorar e gerar processos eficazes.

Lean IT – Lean Thinking

Esse outro modelo é baseado no Sistema Toyota, também chamado de Filosofia Lean. Nesse caso, é um conceito de utilizar os recursos evitando os desperdícios, buscar pela melhoria contínua, aumentar a qualidade e entregar valor ao cliente.

ITIL – Information Technology Infrastructure Library

Desenvolvida pela CCTA em 1980, esse framework é um conjunto de boas práticas no gerenciamento dos serviços de TI.

Desafios da implementação da governança de TI

Implementar qualquer governança implica em vários desafios, pois a empresa precisa se adaptar ao novo tipo de governança, às práticas que serão definidas e orientar os colaboradores quanto a essas mudanças. A verdade é que toda mudança gera dificuldades no início.

Em todo caso, o principal desafio é fazer essa mudança sem a ajuda de uma empresa de TI, pois assim não há como garantir a eficácia da governança e nem mesmo uma transição que seja adequada para a empresa. Portanto, conte com uma empresa especialista em TI como a UPGrade TI para te ajudar.

Conclusão

A governança de TI é uma administração que todas as empresas precisam, não há dúvidas quanto a isso. Vimos que sem essa governança, a área de TI da empresa pode entrar em colapso e apresentar muitos problemas. Por outro lado, essa governança é capaz de evitar todos esses problemas e de trazer muitas melhorias para uma empresa.

Sendo assim, não espere mais para implementar a governança de TI na sua empresa. Conte com a UPGrade TI para ajudar a sua empresa a ter uma TI muito mais eficiente.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Inscreva-se para receber nossos conteúdos em primeira mão, diretamente em seu e-mail.

A Upgrade TI precisa das informações de contato que você nos fornece para comunicar informações sobre os conteúdos grátis. Você poderá deixar de receber essas notificações a qualquer momento.

Posts Recentes

Utilizamos Cookies em nosso site para você ter uma melhor experiência ao voltar a nos visitar. Clicando em “Aceito”, você concorda em salvar os Cookies no seu navegador.

Falar com Especialista
UPGrade TI - Suporte Técnico de TI
Olá 👋
Como podemos ajudá-lo?