Tudo o que você precisa saber sobre Certificação de TI

certificação de ti

Escolher entre qual especialização se dedicar é sempre algo muito complicado, quando falamos em certificação de TI a situação não é diferente. Uma vez que existem opções variadas para aqueles que querem adquirir conhecimento e diferenciais em seu currículo.

Diante das dúvidas, é importante estar atento às principais certificações do mercado. Ainda mais porque, as organizações já perceberam que a valorização da  tecnologia impulsiona os negócios da empresa. Por isso, leia este artigo e descubra a importância destas comprovações para a área de atuação de um profissional de TI.

Perfil Profissional

Hoje, com as exigências do mercado de trabalho, o Técnico de Informática ou qualquer profissional da área de tecnologia, ter uma certificação é um grande diferencial. Mas, para tanto, é preciso ter foco profissional, pois existem inúmeras opções nacionais e internacionais.

Neste momento, o futuro especialista deve escolher a área que mais se identifica, visto que o seu perfil deve estar alinhado com as suas ambições profissionais. Para tanto, é preciso saber qual caminho pretende seguir.

Por exemplo, apesar da área de TI ser dinâmica, há casos que, antes mesmo de estudar determinado assunto, o estudante já sabe que pretende se dedicar à computação em nuvem, banco de dados, segurança da informação, entre outras áreas.

Isto acontece porque a tecnologia é constante e aqueles que acompanham a sua evolução, já possuem uma noção de qual ramo seguir. Mas, de forma geral, muitos escolhem a sua especialização durante a universidade ou até mesmo posteriormente.

Faculdade ou Certificação?

Ao iniciar um curso de tecnologia na faculdade, o estudante recebe toda a base teórica de forma ampla e genérica. Com isso, o aluno consegue experimentar diversas possibilidades, o que acaba direcionando a uma determinada área de atuação.

Neste cenário, o bacharelado, MBA ou um curso técnico é classificado como um investimento para o futuro, pois, ao formar cidadãos, abre portas e proporciona oportunidades, como estágios, networking e o contato com atividades multidisciplinares.

Já a certificação ressalta o conhecimento do profissional por meio da realização de provas. Atualmente, as empresas exigem que o candidato saiba lidar com uma determinada tecnologia e, na prática, esta comprovação viabiliza vantagens competitivas.

Outro ponto importante é que a certificação complementa o que se aprende na faculdade, preenchendo uma lacuna específica. Contudo, seu diferencial está em ser reconhecido pelo mercado de trabalho com uma declaração que atesta o conhecimento em um assunto de TI.

Estamos falando isso, pois é comum estudantes questionarem se há a necessidade de ingressar novamente em uma faculdade ou se dedicar somente à certificação. Então, esta resposta é relativa, mas, independente da escolha, ambas apresentam conhecimento, viabilizam experiências e agregam valor profissional. O que indicamos é sempre estar atualizado nos assuntos da área.

Qual a importância destas certificações?

De certo, a credibilidade do profissional é destacada com o conhecimento comprovado, pois a sua capacidade é avaliada de forma mais efetiva pelas empresas. Com amplas possibilidades, o especialista pode escolher entre uma certificação nacional ou mundial.

Isto é, o conhecimento pode ser aproveitado em países fora do Brasil. Para os profissionais, o impacto de possuir uma certificação aumenta consideravelmente o seu salário, uma vez que a qualificação apresenta a possibilidade de conquistar um cargo mais alto na empresa.

Habilidades

A princípio a certificação atesta que o profissional possui know-how no assunto. Porém, devemos destacar que mesmo diante deste documento, as habilidades são fundamentais para conquistar um emprego.

O reconhecimento não garante trabalho, mas é a porta de entrada, ao ser visto como pré-requisito para ingressar em grandes organizações. Lembre-se que o conhecimento alinhado à prática permanece em alta. Não veja esta oportunidade como apenas um título, mas aplique o seu esforço em ações assertivas.

Principais certificações

1) ITIL: Reconhecida mundialmente, esta certificação ajuda a transformar objetivos estratégicos em soluções tecnológicas. A ideia é implementar nos negócios melhorias contínuas em seus serviços. Esta prática reduz custos e aumenta a produtividade, além de promover mudanças em toda a gestão da empresa com inovações de TI.

Ao realizar os exames do ITIL (Information Technology Infrastructure Library), o profissional estará apto para otimizar as tarefas da organização. Atualmente, a instituição disponibiliza quatro níveis: Fundamentação, Intermediário, Expert e Master.

Por ser popular, esta certificação é indicada para qualquer tipo de profissional de TI, independentemente do segmento, pois seu intuito é promover boas práticas da área.

2) COBIT 5 – A certificação COBIT é extremamente importante para profissionais e gestores de tecnologia da informação, pois aborda os fundamentos da governança de TI e ajuda o profissional a identificar e implantar processos para evoluir a área de TI na organização, desde sua estratégia até os processos de mensuração de desempenho da TI.

3) CAPM – A certificação CAPM é a certificação de entrada para profissionais iniciantes em gestão de projetos. Apesar de ser uma certificação que não é focada na área de TI ela abrange vários campos do conhecimento que podem e devem ser aplicados em projetos de TI.

4) PMP: Bastante requisitado no mercado de trabalho, esta certificação oferece um alto salário para os profissionais de TI e de diversas áreas. Isto porque, o especialista será responsável por  impulsionar os resultados da empresa através de sua gestão.

O PMP (Project Management Professional) exige que o profissional saiba lidar com projetos, equipes e com o próprio ambiente do negócio. Ao ser aprovado no exame, o futuro gestor de projetos demonstra ter uma comunicação eficaz, boa inteligência emocional e visão analítica para identificar oportunidades.

5) CCSP: Com a popularidade da tecnologia, empresas passaram a se preocupar com a segurança de suas informações. Cada vez mais, profissionais são recrutados para lidar com a alta quantidade de dados sendo gerados. E quando falamos em obter diferencial neste segmento, devemos dar ênfase a certificação da CCSP (Certified Cloud Security Professional).

Após ser aprovado no exame, o profissional estará apto para criar soluções técnicas a fim de proteger os dados em nuvem. Para tanto, ele deve possuir ampla experiência em segurança da informação e computação em nuvem. O objetivo desta credencial é garantir um alto nível de qualidade na infraestrutura deste serviço.

6) CISM: Esta certificação é para aqueles profissionais que possuem experiência na área de segurança da informação e desejam se tornar gerente. Desta forma, se o especialista já estiver em alguma organização, a possibilidade de crescimento é maior.

A Certificação em Gestão de Segurança da Informação (CISM) reforça que o profissional tem domínio na identificação de riscos e no desenvolvimento de programas da área. Além disso, sua finalidade é gerenciar e proteger os dados da firma.

7) OCA: A Oracle Certified Associate (OCA) é uma certificação renomada para aqueles que desejam se dedicar à área de Banco de Dados. Possuir este documento de aprovação é tão importante, que passou a ser pré-requisito para outros exames de níveis mais avançados.

Esta prova é destinada a profissionais com experiência no mercado de trabalho. Sua comprovação é um grande diferencial para os que trabalham como administrador de banco de dados e com desenvolvedores.

8) AWS: Atualmente, a Amazon oferece certificações, como a SysOps Administrator, Developer e Architect. Este último é um dos mais procurados pelos profissionais, pois trabalha com sistemas, funcionalidades e recursos de forma mais ampla. Diferente dos primeiros que são mais específicos.

Ao se dedicar a AWS Certified Solutions Architect – Associate, o especialista passa a dominar o sistema Amazon Web Services, uma plataforma de nuvem amplamente presente nas organizações. Na prática, o profissional trabalha como um arquiteto de soluções e utiliza o sistema da empresa a favor das ações e projetos planejados.

9) Certificações Microsoft – A Microsoft sem dúvidas é um dos maiores fornecedores de tecnologia do mercado. Nesse, sentido a Microsoft desenvolveu várias certificações entre elas, certificações para profissionais de TI que atual no suporte técnico atendendo a computadores Windows 10 como o exame 70-698 e até certificações para instalação e administração de servidores locais e em nuvem.

10) CCNA – A certificação CCNA abrange conhecimentos básicos e avançados de rede e foca em preparar o profissional de TI para utilizar os produtos da empresa Cisco. Essa certificação é umas das principais para os que pretendem se especializar na área de redes de computadores e costuma ser muito valorizada no mercado.

11) LPIC – A certificação LPIC é a certificação que atesta os conhecimentos do profissional em sistemas Linux. O sistema Linux vem crescendo cada vez mais no mercado e estar preparado para configurar e administrar ambientes com essa tecnologia é um diferencial importante para a carreira em TI.

12) Certificações CompTIA – Apesar de não sem muito conhecida entre os técnicos de TI, as certificações CompTIA podem dar grande destaque ao profissional de TI, pois possui diversas trilhas de conhecimento desde certificações para técnicos que atuam no suporte do dia a dia do usuário e até para administradores de rede e segurança da informação.

A certificação

Agora que já respondemos algumas dúvidas sobre as certificações, queremos esclarecer mais alguns pontos importantes. Um deles é a questão de muitas instituições pedirem como pré-requisito para a realização do exame, experiência, cases de sucesso e até ensino superior completo.

Além disso, depois de dois anos – em média – algumas comprovações precisam ser renovadas, o que contribui para o especialista estar sempre antenado com as novidades do ramo. Apesar de existirem certificações vitalícias (sem prazo de validade), a maioria exige que o profissional comprove que ainda permanece apto para possuir licença naquela área.

Para tanto, existem inúmeros cursos preparatórios que prometem fazer o aluno ser aprovado nas provas. Mas busque pesquisar e verificar os conteúdos apresentados, antes de tomar uma decisão. Assim como deve ser feito na hora de escolher a entidade que assina o documento do profissional.

Uma outra observação é que o especialista em TI não deve se dedicar apenas a área de tecnologia, uma vez que sua presença está totalmente inserida no ramo dos negócios. Desta forma, é fundamental o profissional saber lidar com pessoas, projetos e desenvolver ações baseadas na empresa.

Portanto, o especialista não deve somente dominar as novas tecnologias, mas precisa estar preparado para diversas situações corporativas. E, por último, valorize o estudo, não se esqueça que o investimento em uma certificação é alto e deve ser verdadeira reconhecido.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Inscreva-se para receber nossos conteúdos em primeira mão, diretamente em seu e-mail.

A Upgrade TI precisa das informações de contato que você nos fornece para comunicar informações sobre os conteúdos grátis. Você poderá deixar de receber essas notificações a qualquer momento.

Posts Recentes

Utilizamos Cookies em nosso site para você ter uma melhor experiência ao voltar a nos visitar. Clicando em “Aceito”, você concorda em salvar os Cookies no seu navegador.

Falar com Especialista
UPGrade TI - Suporte Técnico de TI
Olá 👋
Como podemos ajudá-lo?